Essa é uma das fotos mais bonitas e impressionantes do trânsito de Vênus acontecido em 5 e 6 de junho de 2012. A imagem foi capturada pelo satélite Hinode, da agência espacial norte-americana, NASA.

Trânsito de Vênus de junho de 2012 (fonte:http://apod.nasa.gov/apod/ap120609.html).

 

A imagem de Vênus é esse disco escuro em primeiro plano. Uma imagem como essa que já nos impressiona bastante deixaria nossos colegas do passado, que utilizaram esse trânsito para calcular a distância entre a Terra e o Sol sem palavras. A imagem mostra a superfície turbulenta do Sol, com matéria sendo agitada pelas linhas de campo magnético, as proeminências. O anel brilhante ao redor do planeta é a luz solar refratada pela densa atmosfera venusiana.

Trânsito de Vênus de junho de 2012 (fonte: http://apod.nasa.gov/apod/ap120607.html).

Nessa outra foto, obtida por um telescópio em Terra com filtro H-alpha, vemos também proeminências e manchas solares, enquanto o pequeno Vênus faz sua aparição na parte superior direita da imagem.

Astrônomos de séculos passados utilizaram trânsito de Vênus para calcular, com uma matemática simples e brilhante, a distância entre a Terra e o Sol, e muitos astrônomos modernos utilizam trânsitos para observar planetas extrassolares. Como já falamos em outro post sobre o trânsito de Vênus, esse fenômeno que ocorre no Sistema Solar está nos ensinando como observar outros sistemas planetários.

Ah! E quando se fala sobre fotos e observações do Sol, nunca é demais lembrar que não devemos observá-lo diretamente, seja com ou sem telescópio ou qualquer outro equipamento óptico sem a devida proteção de filtros especiais.