Para quem quiser ficar acordado até mais tarde, está acontecendo a Leonídeas, chuva de meteoros associada ao cometa Temple-Tuttle. A quantidade de meteoros é sempre imprevisível, mas para as Leonídeas, a média tem sido 15 meteoros por hora.

As chuvas de meteoros acontecem quando a Terra cruza o rastro deixado por um cometa ou alguns asteroides. Em cada chuva, existe um ponto do céu de onde parecem estar surgindo todos os meteoros. Esse ponto chama-se radiante, e cada chuva é batizada de acordo com o nome da constelação onde se localiza seu radiante. No caso das Leonídeas, o radiante está na constelação do Leão.

As Leonídeas acontecem entre os dias 16 e 18 de novembro, com máximo de atividade no dia 17. Como todas as chuvas de meteoros, ela se repete anualmente.

A Carta Celeste abaixo mostra o Leão nascendo no horizonte Leste para o Rio de Janeiro as 3h da manhã. Para o céu de outras cidades, gere uma carta celestes específica no site http://cartascelestes.com.br .

leonideas-2014
Carta celeste para o Rio de Janeiro, 18/11/2014, mostrando o Leão nascendo a leste. (Fonte: CartasCelestes.com.br)

A melhor posição para se observar uma chuva de meteoros é deitado. Esqueça telescópio ou binóculos. Encontre na carta celeste a constelação onde estará o radiante, localize-a em seu céu, e aguarde. Se tudo der certo, em algumas horas você poderá ter visto um número considerável de meteoros… e se você gosta de fazer pedidos quando vê uma estrela cadente, prepare uma lista!

Publicado por Leandro L S Guedes

Sou Astrônomo da Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro, faço doutorado no curso de História das Ciências e das Técnicas e Epistemologia, pela UFRJ, e nesse ano de 2013 estou passando alguns meses na Universidade de Notre Dame, EUA. Tenho interesses em: Astronomia, História, Epistemologia, Filosofia da Ciência.

Copyright © 2009 - 2019 Astronomia.Blog.Br. All Rights Reserved. Created by Blog Copyright.