Dia 17 de março de 2014 foi anunciada uma das maiores descobertas da Astrofísica: a observação de ondas gravitacionais utilizando a Radiação Cósmica de Fundo. As ondas gravitacionais foram previstas pela Teoria da Relatividade Geral, formulada por Albert Einstein em 1915. Nesta teoria, a gravidade é tratada como o resultado da distorção no espaço-tempo causado pela presença de massa. Ao acelerar-se, a massa provoca uma ondulação no espaço-tempo que se propaga como uma onda sobre uma superfície de um lago.

Astrônomos do Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics anunciaram a detecção destas ondas. Esta descoberta corrobora a teoria inflacionária para explicar o principal modelo de origem do Universo, o Big Bang. Além disto, o sinal encontrado é muito mais forte que o esperado, fazendo com que uma classe de modelos de inflação seja descartada, direcionando ainda mais as pesquisas para novas teorias físicas.

De acordo com Chao-Lin, da Universidade de Stanford, projetista do equipamento de detecção que encontra-se no Polo Sul, foi encontrada uma ondulação na polarização da imagem da Radiação Cósmica de Fundo que só pode ser criada por ondas gravitacionais produzidas pelo processo inflacionário.

Este resultado é tão espetacular e de tamanha significância que os pesquisadores ficaram receosos de divulgar para a comunidade científica e passaram o último ano realizando diversos testes para eliminar possíveis erros observacionais e de interpretação, além de enviar os dados para outros pesquisadores analisarem.

Esta descoberta é muito importante porque poderá fornecer informações sobre os primeiros momentos do Universo, coisa que outros indicadores e experimentos não conseguem captar pois, durante os primeiros 380 mil anos, o Universo era opaco para todos os tipos de radiação eletromagnética.

As ondas gravitacionais puderam se propagar na sopa primordial e agora fornecem informações de características imediatamente após o Big Bang, tornando-se provavelmente a única maneira de obter sinais da origem do Universo.

Para os mais curiosos, vejam o vídeo (em inglês) sobre a descoberta.

http://www.space.com/25090-big-bang-gravity-waves-discovered-video.html

Novas informações sairão em breve e falaremos mais sobre esta descoberta, aguardem.

Radiação Cósmica de Fundo.

Radiação Cósmica de Fundo.