Estágio final da evolução de todas as estrelas que não possuem massa suficiente para se tornarem estrelas de nêutrons. O Sol terminará sua evolução como uma anã branca, no núcleo de uma nebulosa planetária.

A massa de uma anã branca é comparável com a massa do Sol e seu volume comparável com o volume da Terra, ou seja, é um objeto bastante denso. Não produz mais as reações termonucleares que produzem luz e calor das estrelas durante a maior parte de sua vida. A luminosidade de uma anã branca é resultado do calor remanescente, e a tendência é que se apague na medida em que a anã branca esfrie.

Também pode ser chamada de anã degenerada, porque sua massa é composta quase totalmente por elétrons degenerados.